Menu

A importância da lubrificação em rolamentos e outros componentes

A importância da lubrificação em rolamentos e outros componentes

A precisão é a chave para minimizar o atrito na transmissão, e a lubrificação do rolamento é a resposta para garantir que o componente rolante continue rolando. Existem muitas razões para a falha do rolamento, desde sobrecarga até montagem inadequada. Mas a lubrificação também pode contribuir ao usar o tipo errado, aplicá-la incorretamente ou não fornecer a manutenção preventiva correta.

Para saber mais sobre falhas em rolamentos e seus motivos, leia nosso outro blog “O que causa falhas e quebra de rolamentos de rolo? “

Por que a lubrificação é tão importante para os rolamentos

A lubrificação não tem como única função garantir o bom e contínuo funcionamento da transmissão de força na operação mecânica. A lubrificação também permite uma barreira entre os componentes dentro do rolamento, como o corpo rolante, o anel externo, o anel interno e a blindagem, quando necessário. E essa barreira tem vários benefícios que ajudam na longevidade do seu rolamento, dos outros componentes da sua máquina e da linha de produção como um todo.

O papel da lubrificação em seu rolamento:

  • Evita a oxidação
  • Minimiza a corrosão
  • Atua como uma barreira contra contaminantes
  • Reduz o atrito dos componentes
  • Diminui o desgaste de uso
  • Estabiliza a estrutura do rolamento

Os 3 tipos de lubrificantes para rolamentos

A lubrificação deve ser selecionada para o seu rolamento considerando o tipo de carga, o material e os componentes adjacentes. Isso ocorre porque alguns lubrificantes sofrem forte influência de fatores ambientais e outros não resistem às velocidades necessárias para determinadas operações. Notavelmente, a lubrificação é necessária para qualquer marca de rolamento.Portanto, é importante conhecer os três tipos de lubrificação com base em sua viscosidade e material de base.

  1. Graxa Lubrificante

O lubrificante graxa apresenta uma base de óleo com um espessante adicional, permitindo que a graxa varie de fluido a um estado semi-sólido. Com isso, oferece aplicações variadas para o seu rolamento e não necessita de um cronograma de manutenção de alto índice. No entanto, como um lubrificante semi-sólido, ele não suporta altas velocidades de carga ou montagem desequilibrada. Dito isto, as propriedades adicionais da graxa ajudam a fornecer mais proteção contra corrosão e oxidação.

  1. Óleo Lubrificante

Ao contrário do lubrificante à base de graxa, o óleo à base de petróleo ou sintético pode suportar altas velocidades e capacidades de carga, tornando-o uma opção adequada para operações mecânicas de alta produção, ajudando a evitar paradas dispendiosas. Dito isto, o óleo é um líquido altamente fluido propenso à evaporação, onde o rolamento não é envolto por uma blindagem. Com isso, requer um cronograma de manutenção consistente, apresentando diversos métodos de aplicação, como o uso de jatos e banhos de óleo.

  1. Lubrificante de filme sólido (lubrificante seco)

Uma opção final para lubrificação de rolamentos é o lubrificante de filme sólido. As escolhas populares incluem grafite, nitreto de boro, dissulfeto de molibdênio ou dissulfeto de tungstênio e podem ser polidos ou pulverizados em seu rolamento para criar um filme sólido nas pistas e esferas. No entanto, estes são normalmente a seleção de último recurso usada para ambientes severos selados a vácuo ou radioativos.

3 Melhores Práticas para Aplicação de Lubrificação

A lubrificação dos rolamentos é uma consideração consistente quando se procura melhorar as operações mecânicas e reduzir o tempo de inatividade. Dito isso, existem três práticas recomendadas desde a instalação anterior até o pós-gerenciamento do seu rolamento, independentemente do setor ou da aplicação.

  1. Selecione o Lubrificante

Correto A primeira prática recomendada é ser capaz de selecionar cuidadosamente o componente de precisão correto para fornecer transmissão de força sem fricção de forma confiável e eficiente para o seu dispositivo aplicado.

  1. Aplique o lubrificante corretamente

Depois de obter o lubrificante correto, é vital estar ciente do processo de aplicação e da viabilidade de sua escolha de lubrificação com suas habilidades de aplicação. Como alguns lubrificantes exigem ferramentas de precisão, sua escolha também pode exigir a ajuda de profissionais de serviço completo.

  1. Faça a manutenção correta do lubrificante

Finalmente, uma vez em produção, seu rolamento pode estar sujeito à perda ou contaminação do lubrificante. A perda ocorre com o desalinhamento do rolamento e por evaporação do óleo. A contaminação ocorre quando o lubrificante encontra elementos ambientais circundantes, como poeira ou detritos. Com um cronograma de manutenção preventiva ideal, sua lubrificação pode oferecer proteção duradoura ao seu rolamento.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp

Nos acompanhe também em nossas Redes sosciais

Novos posts